quinta-feira, 12 de agosto de 2010

Rádio Aparecida do Sul 22 anos de sucesso em Ilicínea e região


     Em novembro de 1975, José Bernardes de Andrade(Zé Prexedes) e o sócio Luis Antônio Delfino(Luis do telefone)  colocou no ar das  08: 00 às 18:00 horas a primeira emissora de rádio de Ilicínea, a Rádio Cruzeiro do Sul com  30 wats de potência, mas foi fechada pela Dentel em outubro de 1976, por falta de autorização legal para o funcionamento. Fernando de Ouro e Gilson Andrade eram os locutores. Zé Prexedes não desistiu do projeto e por anos procurou autoridades políticas que fugiram a luta de legalizar uma rádio pra cidade, por se tratar de um projeto caro. Mas em 14 de outubro de 1984 ele apresentou a proposta a Monsenhor Francisco Figueiredo que aceitou o desafio. No dia seguinte começou a luta, os dois foram a Boa Esperança participar da inauguração da Rádio Serra com objetivo de encontrar o engenheiro Antonio Pinto para planejar o projeto da rádio, mas não o encontraram. Em 16 de outubro de 1984  seguiram para Divinópolis Monsenhor Francisco Figueiredo,Zé Prexedes  e Sebastião Candido Alves( Tião Firmino)  a procura do engenheiro que no  mesmo dia elaborou e enviou projeto  da rádio Ilicinense  para Brasília, dando  início ao grande sonho .
 

     A Outorga ou concessão  do projeto se deu 01 de outubro de 1987, daí surgiu a Licitação de Concorrência Pública pela rádio com um depósito inicial de 10 mil cruzeiros. Duas emissoras  entraram  na Licitação, a Rádio Difusora com os representantes Braz Vilela de Lima, Edson Moscardini(Shalon)  e Outros e a concorrente  vencedora  Associação Rádio Aparecida do Sul Ltda com os representantes Monsenhor Francisco Figueiredo e José Bernardes de Andrade.  Após vencer a Licitação a Rádio Aparecida do Sul recebeu doações e empréstimos da população, inclusive foi realizada  uma festa  com objetivo de arrecadar fundos para comprar equipamentos para montar a emissora. No início a rádio passou um período  de  receita insuficiente para cobrir todos os débitos  numa época em que o Brasil passava por uma grave crise financeira, mas como fez muito sucesso e era de  grande utilidade pública as pessoas que emprestaram dinheiro para montar  a emissora perdoaram a dívida. Em 25 de julho de 1988, a Rádio Aparecida do Sul  operou em caráter experimental com 250wats de potência. A inauguração se deu em 12 de Agosto de 1988   operando em caráter definitivo , dia em que a Rádio Aparecida do Sul apresentou os  primeiros profissionais do rádio de Ilicínea: a  equipe de locutores; João Monteiro de Sá(Monteiro), Vitor Eugênio de Melo e Agnaldo Cândido da Silva ; a equipe de produção; Susana Andrade, Gilmar Andrade e Maria do Socorro Andrade(Dinda), a secretária Lucinéa Santos e  relações públicas Sebastião Augusto de Almeida(Fão),  Zé Prexedes  técnico responsável tanto pelo transmissor quanto pelo estúdio, e a primeira diretoria: Monsenhor Francisco Figueiredo, Renilton  Mendes e Warlei Guedes. Além dos programas religiosos do Monsenhor Francisco Figueiredo, os voluntários Gilson Andrade e Zé Prexedes  apresentava o programa Roda de Violeiros com show de artistas locais ao vivo aos  Domingos. 

     Dois anos depois  outra grande conquista a emissora passou a operar com 1000 wats de potência, porém a Associação Rádio Aparecida do Sul Ltda foi extinta surgindo então a Fundação Nossa Senhora Aparecida mantenedora da Radio Aparecida do Sul tendo como fundadores e diretores  Monsenhor Francisco Figueiredo, Gilson Romeu de Andrade, José Cristiani e José Bernardes de Andrade , como consta na Ata de Fundação da Instituição. Em Agosto de 2007 após o falecimento de Monsenhor Francisco presidente da emissora, Gilson Romeu de Andrade assumiu a presidência e se desligou ,  deixando a presidência para  José Bernardes de Andrade.  A atual diretoria da Rádio Aparecida do Sul é composta dos seguintes membros: Jose Bernardes de Andrade, Arnon Moscardini, José Henrique de Oliveira, Jose Cristiani, Antonio Fernandes Resende, Luiz Daniel Vieira, Lourenço Justino Carvalho, Waldir Justino Carvalho e Walley Guedes. Os atuais locutores são:  César Andrade, Vanderlino Miguel , Valdir Silva e Susana Andrade.
    A emissora completou 22 anos de sucesso e tem como finalidades culturais, filantrópicas, educativas e estatutária na cidade de Ilicínea e adjacências.  Zé Prexedes, atual presidente da Rádio Aparecida do Sul  durante  10 anos apresentou   o programa Roda de Violeiros aos Domingos no Salão Paroquial e há 12 anos  apresenta o programa Recanto da Saudade também aos Domingos e  desde a fundação além de locutor ele é técnico responsável tanto pela transmissão quanto pelo estúdio sem remuneração. O locutor Monteiro e o relações pública Fão trabalharam  somente dois  meses na rádio  dando lugar a  Vanderli Faria  que foi locutor e relações públicas de outubro de 1988 a maio de 2006 somando 17 anos e 7 meses de serviços prestados a emissora. A Rádio Aparecida do Sul teve como sede a Praça Padre João Lourenço Leite número 100  funcionando na Torre  anexa a Igreja Matriz Nossa Senhora Aparecida. A Igreja Matriz foi interditada para reformas, com isso no dia 06 de Julho de 2010, a sede da emissora foi transferida para rua Tiradentes (ao lado da Igreja Rainha da Paz) funcionando no mesmo prédio da Rádio Rainha da Paz FM. A Fundação Nossa Senhora Aparecida está em Concorrência Pública no referente canal 207, freqüência 89,3   megahertz   para instalar  mais uma  FM em Ilicínea com 200 wats de potência.
Matéria de Vítor Eugênio.

Fotos de Lucinea Santos e Arquivos da Rádio

5 comentários:

  1. documento um pouco tendencioso, não acha! O casal Sebastião Perez Moscardini e sua esposa D. Jureceu Borges Moscardini que tanto contribuíram para o trabalho do Monsenhor Francisco Figueiredo em várias áreas como a Vila Vicentina, Liga Católica Jesus, Maria e José, organização das missas, cursos de noivos, encontros de casais com Cristo e atuando como professores na Escola Estadual Nossa Senhora Aparecida durante muito tempo, sequer foram mencionados.
    Será que você se esqueceu dos programas "Ouvindo e Aprendendo" e o grandioso "Encontro Esportivo" nos quais o Professor Sebastião Perez, Reinaldo Mendes, Walley Guedes, Gilson Romeu de Andrade eram os escretes? E o que dizer da Dona Jureceu e seu programa "Viva a Vida"? E, pelo que me consta era o programa preferido das donas de casa e agricultores de Ilicínea, através das dicas que o programa oferecia...
    Seria bom se estes não fossem esquecidos. Ou seria tendencioso demais?

    ResponderExcluir
  2. Sinto-me orgulhosa de ter participado dessa parte da história de nosso municipio, viajando pelo tempo é que podemos perceber o quanto podemos e devemos contribuir pela cultura de nossa região, podemos perceber que acrescentamos muito a nossa vida pessoal quando passamos pela vida profissional e deixamos marcas positivas. Ilicinea nunca mais foi a mesma depois que Aparecida do Sul começou a existir...

    ResponderExcluir
  3. Vitor parabéns por todas as matérias. Tenho a esclarecer sim que o casal Tião Perez e D. Jureceu foram precursores dos programas da Rádio Aparecida do Sul, sendo o Perez, juntamente com o Reinaldo Mendes apresentadores do programa de esportes da emissora, além o inesquecível ouvindo e aprendendo. E a D. Jureceu, por quem mantenho um carinho especial e um respeito admirador, participou sim dos programas Viva a Vida. Além disto, os dois foram participantes da diretoria da FM Rainha da Paz, membros da primeira diretoria daquela emissora. Um casal de grande prestígio e de grande sabedoria que engrandecem as colunas de Ilicínea, fonte viva de História. Além deles, outros podem ter passado pelos anais da história da emissora, que pelo curto tempo podem não terem sido citados no documento histórico que ora se postou neste blog, mas com certeza, a comunidade e a alma bondosa que transcende a morte, do inesquecível Mons. Francisco Figueredo, esteve e estará sempre orando e intercedendo por todos eles. Os agradecimentos à todos que participaram da conquista da emissora, sejam anônimos, sejam conhecidos, citados ou não. E, mais uma vez, parabéns a você Vitor Eugênio por esta iniciativa de levar ao conhecimento do mundo, via rede mundial de computadores, as notícias de Ilicínea e a história desta cidade tão amada.
    Mais uma vez externo também meu respeito e admiração pelo Tião Perez e pela D. Jureceu, precursores não somente da emissora, mas também de vários projetos sociais dentro de Ilicínea, a voces meu muito obrigado, pois se consegui me formar advogado, passei pelos bancos da escola onde os dois foram meus Mestres, e a minha conquista se deve em parte aos conhecimentos a mim repassados pelos dois.
    Obrigado.
    Daniel Prexedes

    ResponderExcluir
  4. Há, volto também para relembrar que o saudoso Juca Firmino, o Daniel Firmino e o Warley Firmino, fizeram parte da história da Rédio Aparecida do Sul, quando ainda não existia a tecnologia de ligar os transmissores à distância, os mesmos, com sol ou chuva, ligavam os transmissores às 06:00hs da manhã e os desligava às 19:00hs, sendo que por vezes durante do dia, quando havia queda de energia, eles se deslocavam para os transmissores rapidamente para recolocarem a rádio no ar.
    Eles também fazem parte da história desta emissora.
    Daniel Prexedes

    ResponderExcluir
  5. Nene do tião do Berto19 de fevereiro de 2012 16:00

    Aqui é o Nene do tião do Berto aqui de campinas, não fui no carnaval mai estou te ouvindo daqui
    Abraços a todos de Ilicinia.

    ResponderExcluir